Às vezes a depre continua..

É, às vezes não da pra fugir da tal nostalgia, e mesmo que não queira, às vezes a gente chega à várias conclusões. Minha amiga diz que eu devo me benzer e andar com amuletos, acho que ela tem razão. Cara, presta atenção nos meus textos, eu pareço aquele tipo de pessoa chata, super depressiva e que só sabe reclamar. Eu não sou sempre assim, juro..mas parece que as coisas resolveram acontecer de uma vez só, como se tivessem perdido a paciência de se revezarem e decidido acabar logo com isso. Espero mesmo que acabe, e que as boas coisas tenham a mesma idéia. Eu não estou morrendo, chorando, nem assistindo filmes melosos com uma panela de brigadeiro (apesar de que a ultima me parece ótima), como talvez pareça, eu ainda sou essa Ana toda boba, eu só sinto um vazio chato. Eu to sem paciência de esperar algo das pessoas, sem paciência pras disculpinhas bestas, sem paciência pra entender o significado da amizade, sem paciência pra ser educada, sem paciência pra besta da carência. Eu cansei, e odeio ter cansado tão tarde. È amigas, ser gente grande é mesmo muito chato!

1 comentários:

Tami disse...

'Eu cansei, e odeio ter cansado tão tarde.' acho que isso diz tudo mesmo.

Postar um comentário

Links